Anúncio
Google search engine
Google search engine
InícioBlogCultura de LibertaçãoCultura de Libertação - Notas e resquícios depois de uma manhã de...

Cultura de Libertação – Notas e resquícios depois de uma manhã de quarta-feira na câmara municipal de Mossoró

Por Dionízio do Apodi

CONSCIENTIZAÇÃO DAS FAZEDORAS E DOS FAZEDORES DE CULTURA

É mais que necessário, urgente, uma construção diferente no olhar dos que fazem este setor, com muito engajamento político. Quarta-feira passada, o resultado de nossa articulação na Câmara Municipal de Mossoró, nos rendeu, por unanimidade, a aprovação das emendas da cultura, que haviam sido rejeitadas, sem explicação, pela Comissão de Orçamento. Não fosse nosso atrevimento de chegar na Câmara, articulados, interromper a sessão, e exigirmos, através de pressão, o debate, com muita clareza acerca do que queríamos, chegaríamos em 2022 correndo o sério risco de termos mais um ano perdido para a cultura em Mossoró, como esse ano que estamos encerrando.

Mais que qualquer coisa, o fortalecimento do Prêmio Fomento, que é a Lei Maurício de Oliveira, foi o grande avanço dessa articulação, pois é através dessa lei que o setor cultural pode ter acesso direto aos recursos públicos, que lhes são de direito. Ainda tem algumas etapas até isso acontecer, que é o prefeito de Mossoró não vetar a lei (se vetar estamos preparados para irmos na Prefeitura), e em seguida, que sejam elaborados editais que contemplem, de fato, a maior parte da cultura mossoroense, com um olhar sensível e urgente para quem produz nos bairros e zona rural, coisa que nunca aconteceu na história de Mossoró.

Foto: Gender Costa

BORDÕES DOS VEREADORES DA SITUAÇÃO

Se não há essa conscientização por nossa parte, acabamos engolindo os bordões, frases de efeito e repetições dos que fazem o governo, como as falas do líder do prefeito Allyson na Câmara, o vereador Genilson Alves, que insistiu em querer dizer, na nossa frente, que o prefeito estava investindo milhões em cultura, que o Mossoró Cidade Junina virtual e o vídeo do Chuva de Bala foram realizados em diálogo com o setor cultural. Ora, não adianta ter milhões para a cultura se esses recursos não chegam aos fazedores, eles acabam na política de eventos da prefeitura.

A INTIMIDAÇÃO COM A GUARDA MUNICIPAL

Quando chegamos no plenário da Câmara, a primeira ação do presidente da casa, Lawrence Amorim, foi mandar a guarda municipal até a galeria em que estávamos, e não aceitamos. Fizemos barulho e exigimos a retirada da guarda, o que foi atendido. Não estávamos para brincadeira, e nossa argumentação era de forma segura. Não tinha o porquê daquela guarda ali para nos intimidar. E assim, conseguimos nossa primeira vitória, que foi ver a guarda municipal ser retirada do local. Não temos problema nenhum com os trabalhadores que compõem a Guarda, mas a atitude de colocar lá, do nosso lado, entendemos como intimidação. E os nossos representantes precisam aprender a lidar com o contrário, não ficar dizendo que são democráticos mas na realidade não sabem ouvir as vozes discordantes. No dia anterior, no canal da Câmara no YouTube, todos os nossos comentários, das pessoas da cultura, que discordavam do que eles estavam falando, foram apagados. Então, se não formos conscientes do que queremos, se não tivermos clareza, eles nos apagam como fizeram com os comentários, negando a nossa voz e impondo um discurso de cultura para a população, que não condiz, nem com os nossos anseios, nem com nossa realidade.

UM PREFEITO QUE NÃO GOSTA DE CULTURA

Já vi prefeita, e prefeito também, que para ficar bem, sem desgaste com o setor cultural, se aproximou das nossas ações, para, pelo menos, fingir, e ganhar, no discurso, a fala de ser amigo da cultura. O prefeito de Mossoró não tem essa preocupação, e acho até bom, porque assim ninguém engana ninguém. Ele é muito claro ao não participar de nenhuma ação, nesse primeiro ano de governo, de qualquer segmento cultural em Mossoró. Ele se resumiu ao discurso vazio, em meio a um momento crítico de pandemia, a dizer que estava incentivando a cultura do município, ao realizar o Mossoró Cidade Junina virtual e o vídeo do Chuva de Bala. Os gestores de Mossoró gostam de eventos porque estes lhes dão publicidade, só isso. Allysson Bezerra já demonstrou que a cultura não é prioridade em seu governo. Ele aparecerá no Chuva de Bala 2022, para apertar nas mãos dos “artistas da terra”.

FIGURÃO DO PREFEITO DESRESPEITA ARTISTA

Dentro do Conselho Municipal de Políticas Culturais, que é o instrumento que nosso setor tem, para dialogar com o poder público, há um secretário do prefeito, um figurão de sua confiança, que anda desrespeitando um companheiro artista que cobra posicionamentos dentro do Conselho. O figurão está lá simplesmente por ser um desses caras que tem em todas essas gestões atrasadas, que passam por Mossoró, dos Rosados, passando pelo Silveira e Bezerra também, que estão lá apenas para cumprir tabela e por gozar de prestígio, mas que não entende nada de cultura, não sabe nem para onde vai. Se ficasse calado era um poeta, mas o despreparo o leva a ficar corrigindo a escrita dos nossos companheiros, cobrando o português correto, de forma preconceituosa. Não colabora em nada no Conselho, não participa de reuniões, fica mudando o foco dos assuntos importantes, e ainda consegue o apoio de secretários, que, em bloco, defendem uns aos outros. Se o prefeito Allyson Bezerra tivesse respeito e consideração por esse importante instrumento de diálogo entre sociedade civil e poder público, nomearia gente que pudesse contribuir com as discussões e não ficar como menino, corrigindo o português dos outros para mostrar uma superioridade que não possui.

NATAL EM MOSSORÓ

No oba-oba de mais um evento em Mossoró, o tal Cidade Luz, assistimos a Secretaria de Cultura investir recursos nesse tipo de ação, enquanto dezenas e dezenas de fazedores e fazedoras de cultura passam dificuldades por conta da pandemia, em todos os lugares do município, principalmente periferia e zona rural. Parece que essa gestão não vive aqui. Sem sensibilidade alguma pelo momento crítico que atravessa o setor cultural, sem interesse em promover ações que venham, pelo menos, minimizar as dificuldades da cultura mossoroense. Um total despreparo.

Ainda tem o fato das gestões, essa e as que passaram, ignorarem a nossa cultura, mesmo dizendo que estão promovendo-a. Fazem um natal que não fortalece em nada a vida e cultura do mossoroense. Preferem ressaltar a neve e os pinheiros que aqui nunca existiram, o fracassado papai noel, e fazer ações de “caridade” quando a realidade é de muita dificuldade em todos os setores de nossa sociedade. Lamentável!

ANTÔNIO FRANCISCO GANHOU COISA BEM MELHOR

Nosso grande mestre Antônio Francisco agora é Patrimônio Imaterial do Rio Grande do Norte, numa ação de reconhecimento pela Fundação José Augusto, de forma merecida. Isso significa que até o final de sua vida, o nosso maior poeta, receberá, mensalmente, a partir de 2022, um prêmio em dinheiro, para que possa “simplesmente” fazer o que já faz, que é repassar o seu saber para as novas gerações. A ação dará tranquilidade ao poeta, e é mais que justa. Com isso, Antônio Francisco não vai poder participar do governo do prefeito Allyson Bezerra. Antônio, eu já tinha dito aqui, é maior que a Secretaria de Cultura e do que a própria Prefeitura de Mossoró. Quem conhece Antônio sabe que o que ele precisa é de apoio e liberdade para fazer o que já faz, e não de cargo. Mas o prefeito de Mossoró poderia adotar os livros de Antônio Francisco para as escolas municipais, bem como de tantos escritores e tantas escritoras que temos em Mossoró, sem oportunidade nenhuma. Parabéns ao nosso grande mestre Antônio Francisco, Patrimônio Imaterial do Rio Grande do Norte!

Até o próximo domingo!

Abraços e há braços!

 

 

 

 

ARTIGOS RELACIONADOS

2 COMENTÁRIOS

  1. Gostei Dionísio, concordo com tudo que você diz. Esse prefeito e sua turma tá se saindo pior do que os outros que ele criticava, na cultura a gestão tá uma lástima.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Anúnio -
Google search engine
Receba notícias
NE 360
Assinar!
Não enviaremos spam. Seus dados protegidos.

Mais Populares

Comentários Recentes

Receba notícias
NE 360
Assinar!
Não enviaremos spam. Seus dados protegidos.